Ensaio para uma cartografia

Como é que se recomeça?
______


Resistência. Coragem. Superação. Em Ensaio para uma cartografia assistimos à construção de um caminho individual e coletivo, artístico e pessoal. Este é um espetáculo que surge de um percurso iniciado por Mónica Calle em 2014, a partir de Os sete pecados mortais de Bertolt Brecht e de A boa alma de Luís Mário Lopes. Neste percurso, tentou-se traçar uma cartografia alternativa. Primeiro, pela cidade de Lisboa e, depois, por várias regiões de Portugal. Como se pode pensar uma cidade, um país? Como é que se recomeça? Como é que se continua?

A partir dos ensaios de orquestra de grandes maestros e dos movimentos do ballet clássico, doze atrizes dançam.
encenação, cenografia, desenho de luz Mónica Calle
direção musical Maestro Rodrigo B. Camacho
com Ana Água, Carolina Varela, Cleo Tavares, Inês Vaz, Joana de Verona, Marta Félix, Míu Lapin, Mónica Calle, Mónica Garnel, Sílvia Barbeiro, Sofia Dinger, Sofia Vitória
fotografia de cena Bruno Simão
vídeo Marcelo Pereira
assistência de encenação José Miguel Vitorino
assistência de produção Tatiana Nascimento
produção Casa Conveniente / Zona Não Vigiada
coprodução TNDM II
M/16
 
voltar