Como ela morre

Traduzir para a vida.
______

Quando lemos, fazemos escolhas. Traduzimos o que lemos para a linguagem das nossas vidas. As páginas são iluminadas pela vela da nossa experiência e essa chama estremece e muda de cor por causa do que lemos.

E sabemos que um livro pode transformar-nos. Ao ler a descrição de um baile, uma leitora decide divorciar-se. Ao ler sobre o primeiro olhar trocado entre duas personagens, um leitor decide casar-se. Ao ler um diálogo sobre cogumelos, uma leitora decide mudar de emprego.

Nesta coprodução internacional do D. Maria II com a companhia belga tg STAN, Anna Karénina é a obra-prima de Tolstói mas também é uma coleção de vidas transformadas pela leitura deste romance. Vidas que podem transformar o modo como Anna morre.

Espetáculo falado em português, francês e neerlandês com legendagem em português e francês.

texto e cocriação Tiago Rodrigues
cocriação e interpretação Frank Vercruyssen, Isabel Abreu, Jolente de Keersmaeker, Pedro Gil
figurinos An D'Huys, Britt Angé
desenho de luz Thomas Walgrave
produção TNDM II, tg STAN
coprodução Théâtre Garonne, Kaaitheater
M/12
 
voltar